É possível engravidar na menopausa precoce?

A menopausa precoce é a falência prematura ovariana (FOP) em que há  perda temporária ou definitiva da função gonadal (de produzir hormônios) que acontece após a menarca (primeira menstruação) e antes dos 40 anos de idade. Sua incidência está em torno de 1% No entanto, a menopausa precoce impede a mãe de realizar seu sonho de se tornar mãe?

Menopausa precoce: por que acontece?

A FOP é mais comum de forma esporádica. Há uma predisposição genética, já que em torno de 5% dos casos observa-se uma história familiar positiva. Ainda entre as causas podemos as iatrogênicas, medicamentosas, pós-cirúrgicas (pós-cirurgias de ovário, por exemplo), causas genéticas Entretanto,  85%  dos casos são idiopáticos (não se sabe a causa)

 

Sintomas da menopausa precoce

O quadro clínico se inicia com amenorréia (ausência de menstruação regular por 4 meses) primária ou secundária. Muitas vezes, o primeiro sinal clínico é a baixa reserva ovariana (diminuição do hormônio anti-mulleriano e da contagem de folículos antrais). Observa-se também sintomas de privação estrogênica, semelhantes aos que ocorrem na menopausa “natural”: 

 

menstruação irregular;

ressecamento vaginal;

ondas de calor;

alterações de humor;

libido reduzida;

INFERTILIDADE.

 

Qual a relação entre menopausa precoce e infertilidade?

A insuficiência ovariana leva a aumento das gonadotrofinas e consequentemente a uma deficiência de estrogênio (um hormônio produzido pelos ovários), que tem várias consequências crônicas no corpo da mulher. A diminuição do estrogênio reflete a insuficiência ovariana e a anovulação crônica e, por isso, a dificuldade de engravidar.

A terapia de reposição hormonal pode ser recomendada o diagnóstico e e investigação clínica completa. Esses hormônios podem ser importantes na prevenção da osteoporose, doenças cardiovasculares e para diminuir os sintomas e melhora da qualidade de vida de mulheres menopausadas.

 

Chances de engravidar na menopausa precoce

Mulheres na menopausa precoce têm menos de 10% de chance de engravidar naturalmente com óvulos próprios. No entanto, se o diagnóstico for feito de forma precoce e a paciente ainda ovular, algumas condutas podem ser tomadas como: Fertilização in Vitro, indicação de Preservação de Fertilidade ou ainda acompanhamento do período ovulatório com ultrassom para tentativas de gestação natural. As chances de sucesso  com FIV são maiores e a possibilidade do tratamento com óvulos doados tem que ser discutida nestes casos, pois aumenta muito a possibilidade de gestação.

 

Entenda mais sobre esse procedimento 

A fertilização in vitro, também conhecida como "FIV", é um tratamento muito utilizado para mulheres em menopausa precoce, pois é uma opção de medicina reprodutiva que dá mais chances de engravidar a pessoas que têm dificuldade em engravidar após um ano. 

 

O procedimento envolve a fertilização do óvulo com esperma em um laboratório de embriologia; um processo in vitro que requer cultivo em laboratório para permitir que o desenvolvimento normal dos embriões seja observado e então transferido para o útero da mãe para confirmar a gravidez.

 

Caso a mulher não tenha mais óvulos próprios, pode receber uma doação do banco de óvulos mais perto dela. No Brasil, a doação dos óvulos ocorre sempre de forma anônima, por mulheres de até 35 anos. As taxas de sucesso deste tipo de tratamento são excelentes, comparáveis àquelas observadas no grupo de pacientes jovens (cerca de 40 a 50% de chance gestação). 

GINECOLOGIA E OBSTETRICIA em Clinica Viventre
CRM: 90.873

Formado pela Faculdade de Medicina da USP e com Residência Médica no Serviço de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital das Clínicas da USP, Dr. Sergio desempenhou papel importante como Médico Preceptor da Clínica Ginecológica do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital das Clínicas.
É Especialista em Ginecologia e Obstetrícia e certificado pelo CETRUS – Centro de Treinamento em Ultrassonografia de São Paulo em Ultra-sonografia em Ginecologia e Obstetrícia e Ultrassonografia transvaginal.

Membro do American Society for Reproductive Medicine (ASRM) e do European Society of Human Reproduction and Embryology (ESHRE).
Especial área de interesse em imunologia reprodutiva e abortamento de repetição.

Especialidades:
TÍTULOS DE ESPECIALISTA
Ginecologia e Obstetrícia
Reprodução Humana
Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa
ÁREAS DE INTERESSE
Aspectos imunológicos e genéticos do processo reprodutivo
Abortamento de Repetição
Preservação da Fertilidade
Dr. Sergio Gonçalves
Últimos posts por Dr. Sergio Gonçalves (exibir todos)

Venha nos visitar

Venha nos visitar

Localização:

R. Teixeira da Silva 54, 11º Andar | Bela Vista - São Paulo, SP A 100 metros do Metrô Brigadeiro

Segunda a sexta, das 08 às 19h, e Sábado das 8 às 12h .

Entre em Contato

Disponibilizamos canais exclusivos para atendimento de nossos clientes. Preencha o formulário, ou se preferir utilize outro canal de contato abaixo.

Tem alguma dúvida? Ligue para Nós!

Ligue para Nós 11 4750.2231

Envie um WhatsApp!

11 99738.3269

Clínica Viventre © 2020 - Todos os direitos reservados.

Criação de Site: Agência 3xceler
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

Ligar