Como funciona e como calcular período fértil de uma mulher?

O primeiro passo para engravidar é garantir que o óvulo e o esperma possam se encontrar, o que pode ser mais complicado do que parece. Afinal, se você está quer ter um filho, o momento em que você e seu parceiro têm relações sexuais é crítico. Isso porque, ao contrário da crença popular, você não pode engravidar todos os dias do seu ciclo. Na verdade, há um pequeno número de dias do ciclo menstrual de uma mulher em que é possível conceber. Estamos falando do período fértil, que é justamente o espaço de tempo em que a mulher tem mais chances de engravidar.

O que significa período fértil?

Enquanto o homem produz espermatozoides o tempo todo, a mulher só libera um ou dois óvulos uma vez por mês. Por isso, o período fértil corresponde aos dias no ciclo menstrual em que a gravidez é possível, sendo o momento ideal para a mulher engravidar. É neste período o momento da concepção. O óvulo maduro sai do ovário para as trompas de Falópio em direção ao útero, e pode ser penetrado por um espermatozoide, dando início a uma gravidez. Como a sexualidade feminina ainda é considerada um tabu para muitas pessoas, é comum que as mulheres ainda tenham muitas dúvidas em relação ao período fértil e ao ciclo menstrual, como por exemplo:

Como funciona o ciclo menstrual?

O ciclo menstrual começa no dia em que o fluxo menstrual se inicia e termina no dia que antecede o primeiro dia do próximo ciclo. Os folículos ovarianos começam a crescer nesse início do ciclo, até que um folículo cresce mais que os outros, atingindo a dominância, e se rompe, fenômeno conhecido como ovulação. Ao romper, o óvulo é liberado e é então capturado pelas tubas uterinas, e é nas tubas que esse óvulo encontra o espermatozoide e é fertilizado.

A fertilização acontece se, ao ser capturado pela tuba, esse óvulo encontrar ali um espermatozoide. E o tempo de sobrevivência dos óvulos e espermatozoides é um fator determinante desse período fértil. O espermatozoide vive por aproximadamente 5 dias, enquanto o óvulo pode ser fertilizado pelo espermatozoide por cerca de 24 horas depois de sua ovulação, fazendo com que a gestação só seja possível se a relação sexual ocorrer nos 5 dias antes da ovulação ou no dia dela.

No entanto, vale dizer que a maior probabilidade de gravidez acontece se a relação sexual ocorrer nos dois dias que antecedem a ovulação e no dia dela. Ocorrendo a fertilização, o embrião é formado e em 5 a 6 dias ele vai migrando até chegar no útero, onde ele então implanta. Caso a fertilização não aconteça, aproximadamente 14 dias após a ovulação a mulher menstrua.

Quando ocorre o período fértil e quantos dias dura o período fértil?

Essas dúvidas sobre o período fértil são bastante frequentes para às mulheres que querem engravidar. No que diz respeito à quando ocorre o período fértil, as regras básicas antigas indicam que a ovulação ocorre na metade do ciclo. No entanto, o tempo de ovulação pode diferir muito de mulher para mulher e até de ciclo para ciclo, dependendo da duração e consistência do ciclo e de quaisquer influências externas, como estresse ou desnutrição.

Por exemplo, supondo um ciclo menstrual de 28 dias perfeitamente regular, a ovulação ocorrerá 14 dias após a menstruação. Contudo, a grande maioria das mulheres não possui ciclos de 28 dias completamente previsíveis, e a ovulação pode ocorrer a qualquer momento durante um ciclo, precisando olhar além dos dados do período para entender quando ocorre a ovulação. Em relação a quantos dias dura o período fértil, é sabido que ele compreende os cinco dias antes da ovulação e o dia da ovulação, totalizando, então, 6 dias de duração.

ENTENDENDO O CICLO MENSTRUAL

Como calcular o período fértil?

Para conseguir calcular o período fértil é importante determinar a duração do ciclo menstrual. A duração normal do ciclo menstrual varia entre 21 e 35 dias. Novamente, o primeiro dia do fluxo menstrual é considerado o primeiro dia do ciclo, e a ovulação ocorre 14 dias antes da próxima menstruação. O período fértil abrange 5 dias antes e o dia da ovulação.

Vamos a um exemplo. Se você apresentar ciclos de 30 dias, é esperado que sua ovulação ocorra no 16º dia do ciclo. Logo, o período fértil irá do dia 11º ao 16º dia do ciclo. Esse cálculo funciona bem se a mulher apresenta ciclos regulares. Entretanto, para as mulheres que apresentam os ciclos irregulares, tentar predizer o período fértil não é fácil. Se em um mês a mulher apresenta ciclos de 24 dias e no outro de 35 dias, como saber qual será a duração desse mês? Se você apresentar ciclos irregulares, fazer o cálculo não vai te ajudar muito. Melhor é que consiga detectar a ovulação.

Quem toma anticoncepcional tem período fértil?

Quando tomadas todos os dias no mesmo horário, as pílulas anticoncepcionais são mais eficazes na regulação do seu ciclo menstrual. Com isso, quem faz uso do método contraceptivo dessa forma, não tem período fértil e, portanto, não ovula, diminuindo a chance de engravidar. Isso porque, como não existe um óvulo maduro, este não pode ser fecundado.

E como saber se estou ovulando?

Saber quando você vai ovular pode ajudá-la a planejar o momento mais apropriado para ter relação sexual. Acima expliquei como calcular seu período fértil. No entanto, há outras formas de se detectar o período próximo da ovulação, e as principais são:

Mudança no muco que sai pela vaginal

O muco que sai pela vagina é o muco cervical, do útero. Conforme vai chegando próximo à ovulação, o muco vai se tornando mais abundante, elástico, transparente, como a clara do ovo. Esse muco começa a surgir 5 a 6 dias antes da ovulação e atinge um pico 2 a 3 dias antes dela. Esse muco tem por finalidade principal facilitar o trajeto do espermatozoide pelo trato genital da mulher. O período em que esse muco aparece é um bom momento para ter relação sexual, pois costuma corresponder ao período fértil.

Dor da ovulação

Outro sintoma da ovulação é a dor em baixo ventre. Esse não é um sintoma que todas as mulheres apresentam, e as que apresentam podem não ter em todos os ciclos, mas quando presente e precedida do muco, ela pode ser útil na identificação do final do período fértil.

Kit de ovulação

Na farmácia podemos encontrar kits que detectam a ovulação. Esses kits contêm fitas de testes de urina que devem ser utilizadas diariamente alguns dias antes de quando se espera que ovule. A fita detecta o pico de LH, hormônio que desencadeia a ovulação 36 horas após seu pico. Detectando o pico na fita, o casal deve ter relação sexual.

Qual deve ser a frequência das relações sexuais?

Há alguns anos acreditava-se que a abstinência sexual ideal para uma boa qualidade do sêmen era de 2 a 5 dias. Hoje em dia, os estudos mostraram que a abstinência maior que 5 dias talvez piore os parâmetros do sêmen, mas a ejaculação mesmo que diária não compromete a qualidade. A chance de gravidez aumenta com o aumento da frequência das relações sexuais, sendo máxima quando as relações sexuais acontecem a cada 1 ou 2 dias. No entanto, sabemos que é difícil exigir uma frequência alta de relações sexuais. Temos que considerar que isso representaria uma pressão grande para o casal e poderia apenas causar mais ansiedade e desgaste. Portanto, uma orientação mais razoável seria manter pelo menos duas relações sexuais por semana e tentar aumentar a frequência nos dias próximos ao período fértil.

Recomendações gerais

Para quem quer engravidar, é muito importante que se atente ao seu corpo, aos seus ciclos, aos sinais da ovulação. A mudança do muco para um padrão semelhante à clara de ovo é um bom sinal de ovulação. Na dúvida, os kits de ovulação podem ser utilizados. Para ajudá-la a aprender mais sobre seus ciclos, anote todos as observações sobre ele em um diário ou aplicativo. Anote a data de início e término do fluxo menstrual, quando começou a aparecer muco, se teve dor em baixo ventre e qualquer outro sintoma que lhe parecer importante.

Quanto mais tempo você tiver de ciclos registrados, mais o padrão se evidenciará. E se você apresentar ciclos irregulares, fique atenta aos sinais de ovulação. Ciclos irregulares estão associados a ciclos anovulatórios, ou seja, ciclos em que a ovulação não ocorre e, consequentemente, a gestação se torna praticamente impossível. É recomendado que você procure um especialista se está apresentando dificuldade para engravidar e ciclos irregulares.

GINECOLOGIA E OBSTETRICIA em Clinica Viventre
CRM: 129.377

Formada em Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), com Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da USP. Concluiu um Fellowship na área de Infertilidade na Yale University, nos Estados Unidos, e um estágio em Medicina Reprodutiva no IVI (Instituto Valenciano de Infertilidad), na Espanha.

É membro da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) e da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE).

Especialidades:
- Preservação de Fertilidade
- Oncofertilidade
- Falência Ovariana Prematura
- Infertilidade sem causa aparência
- Endometriose e Infertilidade
- Anovulação e Infertilidade
Dra. Paula Marin
Últimos posts por Dra. Paula Marin (exibir todos)

Venha nos visitar

Venha nos visitar

Localização:

R. Teixeira da Silva 54, 11º Andar | Bela Vista - São Paulo, SP A 100 metros do Metrô Brigadeiro

Segunda a sexta, das 08 às 19h, e Sábado das 8 às 12h .

Entre em Contato

Disponibilizamos canais exclusivos para atendimento de nossos clientes. Preencha o formulário, ou se preferir utilize outro canal de contato abaixo.

Tem alguma dúvida? Ligue para Nós!

Ligue para Nós 11 4750.2231

Envie um WhatsApp!

11 99738.3269

Clínica Viventre © 2020 - Todos os direitos reservados.

Criação de Site: Agência 3xceler
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

Ligar